O que é curso superior?

Curso superior

Para quem vai à escola desde cedo o curso superior é mais que uma meta, é sinônimo de se alcançar o objetivo. 

Entretanto, chegar até ele não é uma tarefa fácil e nem rápida. 

Antes é preciso passar pela educação básica, atravessar o ensino fundamental e completar o ensino médio (antigo segundo grau) para somente aí poder sonhar com o tão almejado ensino superior.

A tarefa para se completar esta etapa deveria ser bem mais fácil, já que a legislação no Brasil e em outras partes do mundo garante o direito à educação. 

O Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais das Nações Unidas, por exemplo, firmado em 1966, prevê que o acesso igualitário a todos na educação superior. 

Diz ainda que isso deve ser feito “com base na capacidade, por todos os meios apropriados e, em particular, pela introdução progressiva da educação gratuita”.

Curso superior

O problema, porém, é que, na prática, isso nem sempre é realidade. 

Desde cedo dificuldades econômicas e estruturais do país costumam atrapalhar a busca pelo ensino. 

E quando consegue finalizar a etapa inicial e intermediária, completando o ciclo para se ingressar em uma faculdade, o aluno geralmente se depara com vestibulares concorridos, no caso das instituições públicas, ou altas mensalidades, quando a universidade é particular.

No Brasil nos últimos anos foram criados novos meios de enfrentar essas dificuldades, como as bolsas de estudos governamentais e os incentivos oferecidos pelas próprias faculdades particulares em razão da concorrência no setor. 

Ainda assim, realizar o curso superior segue sendo um sonho distante para muita gente, principalmente, para as classes economicamente menos favorecidas.

Para conseguir o diploma o aluno pobre enfrenta muitas dificuldades e superar os obstáculos exige bem mais que somente a inteligência e a determinação. 

Por outro lado, hoje ele conta com alguns mecanismos que podem ser usados em seu favor, como o Ead (Ensino à Distância), no qual é possível concluir o curso superior pagando menos e sem precisar estar presente fisicamente nas aulas, o que faz sobrar mais tempo para o trabalho. 

Mas é bom ressaltar quem nem todos os cursos permitem esta modalidade de ensino, casos, por exemplo, dos cursos de direito e medicina, que exigem a presença do aluno na sala de aula.

Dica: Faça sua graduação no IBMR. Conheça agora os cursos https://ibmr.minhagraduacao.com.br/

Pós

Por si só, o curso superior é considerado uma graduação quando se trata de ensino. 

Mas ele pode ter desdobramentos como a pós -graduação, que é uma etapa posterior ao aprendizado normal da faculdade. 

Além da pós, há outras complementações para o curso superior, como o MBA (lato sensu), direcionado às áreas gerencial e a administrativa, e o Mestrado (stricto sensu), este voltado mais à pesquisa e que exige a apresentação de uma tese. 

Se o estudante quiser ir ainda além, pode cursar depois o Doutorado (stricto sensu), com duração média de quatro anos e que leva a um aprofundamento maior na área de pesquisa.

Curso superior

Enem

No Brasil, para oferecer um curso superior é preciso que a instituição obtenha autorização do MEC (Ministério da Educação e Cultura), responsável por avaliar e fiscalizar o trabalho de faculdades, centros universitários, institutos de pesquisas e outros. Muitos deles hoje se utilizam do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para o ingresso do estudante no curso superior.

Criado há mais de 20 anos, em 1998, o Enem é realizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que está diretamente vinculado ao MEC. 

Sua finalidade, além de representar um caminho mais curto para a faculdade, também é o de avaliar a qualidade do ensino médio. 

O Exame Nacional do Ensino Médio já é o maior vestibular do Brasil, mas ainda é considerado muito difícil, principalmente por parte de quem estudou na rede pública a vida toda e sem contar com cursos de apoio paralelos ou de preparação para os vestibulares. 

Mesmo assim, o Enem representa um avanço na vida estudantil e faz muitos alunos passarem os anos colados nos cadernos, se preparando para a prova que atualmente conta com 180 questões e é aplicada em dois dias.

De graça

Para quem pretende fazer um curso superior sem pagar ou com mensalidade mais em conta, uma alternativa é o Prouni, o programa do governo que oferece bolsa de estudo integral ou parcial nas instituições particulares. 

Outra possibilidade é o Fies, iniciativa que permite ao aluno financiar o curso e pagar somente após o término da graduação. 

Por fim, há ainda o Sisu, sistema usado para o ingresso em universidades públicas.

Diante de tudo o que foi dito, vale lutar pelo curso superior, que é ainda o melhor caminho para desenvolver o conhecimento e garantir uma boa profissão no futuro. 

Afinal, em tempos onde a informação está disponível por todo lado, até na telinha do celular, ter conhecimento é a garantia de se estar sempre um passo à frente dos demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *